.>

As edificações do Colégio Ítaca, em sua grande maioria, são térreas e todas as salas de aula abrem-se para o verde: para o resedá, a paineira rosa, as primaveras, os hibiscos e algumas outras plantas típicas da flora paulistana, como o jacarandá-mimoso, o ipê-amarelo e a sibipiruna, além de espécies mais incomuns, como a espatódea (tulipa-da-áfrica), todas distribuídas em um terreno de 5 mil metros quadrados. Pardais, sabiás, beija-flores e até pica-paus aproveitam-se da sombra, das flores, como a helicônia e o manacá da serra, e das frutas. Papagaios e maritacas vêm assiduamente em busca de sementes e outros alimentos, literalmente dependurando-se nos frutos das paineiras ou empoleirando-se em galhos protegidos.

As mudas foram trazidas pelas crianças e pelos parceiros da escola, e plantadas por pais, alunos e funcionários, ao longo de todos esses anos. São espécies ornamentais e também frutíferas: amoras, pitangas, maracujás-doces, acerolas, goiabas, laranjas, romãs, jambos-amarelos podem ser colhidos e saboreados pelos alunos. Levar para casa verduras e legumes frescos é o privilégio de cada segundo ano do Ensino Fundamental (EF), turma sempre responsável pelo cultivo da horta.

Assim, alguns dos cenários para a convivência são os diversos espaços ao ar livre, verdadeiros convites para ler, ouvir ou fazer música, jogar pingue-pongue, futebol de botão, xadrez e outros jogos de tabuleiro ou, simplesmente, conversar. Nas quadras poliesportivas, pode-se interagir na experimentação de jogos e atividades físicas.

fechar