.>
28
maio
2014
O projeto Nascentes Verdes Rios Vivos une reflorestamento e educação para conservar a água.

Desde 2006, o IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas), ONG com sede na
cidade de Nazaré Paulista (SP), vem realizando o plantio de mudas de árvores
nativas da Mata Atlântica, entre outras ações para a conservação da
biodiversidade e a proteção dos recursos hídricos do Sistema Cantareira de
abastecimento de água. O plantio é parte de um projeto muito amplo,
envolvendo ações de restauração florestal, alternativa de renda, pesquisa
com fauna e educação ambiental. Dentro dessa estratégia maior, visando à
conservação ambiental, foram desenvolvidas ações educativas direcionadas à
população local, envolvendo estudantes da rede pública de ensino, como uma
das estratégias para atingir a comunidade.

A população como um todo também pode ajudar de outro modo. Por exemplo:
contribuindo com R$ 40,00, você estará proporcionando a participação de um
estudante da rede pública de Nazaré Paulista nas atividades do projeto ao
longo de 2014.

Adote um aluno e caminhe com o IPÊ!

Acesse:
http://www.ecodobem.com.br/projetos/nascentesverdesriosvivos

Saiba mais sobre o IPE:
http://www.ipe.org.br

26
maio
2014
Sábado, 31 de maio, das 14 às 18 horas.
Gritos e abraços da torcida!
postado sob Ítaca, música

Aulas de música fazem parte de nossa proposta. Trabalhos e aulas com música fazem parte de nosso fazer pedagógico. Alunos muito muito musicais fazem parte de nosso colégio. Assim, nada mais natural do que nascer um Festival de Música do Ítaca. E foi o que ocorreu, com uma primeira edição em 2012, com proposta bienal. Neste ano, portanto, tem mais.

Voltado para o EF2 e o EM, o Festival contempla, nos mais diversos gêneros musicais, as categorias de compositor e de intérprete, que se apresentam diante da exigente mas animada plateia e, especialmente, diante de um júri formado por profissionais da área. Os 1os e 2os colocados de cada categoria recebem prêmios, além de – como todos que se apresentam – gritos e abraços da sua torcida.

Além do prazer genuíno, mais um espaço para aprendizados...

20
maio
2014
BORBO LETRAS

Este é o nome da exposição de caricaturas que homenageia Gabriel Garcia Marques.

Com a notícia da morte do escritor, no dia 17 de abril deste ano, cartunistas do mundo inteiro resolveram homenageá-lo. Uma exposição organizada por José Alberto Lovetro, o Jal, cartunista e presidente da Associação dos Cartunistas do Brasil, e pelo jornalista espanhol especializado em artes gráficas, Francisco Puñal, reúne artistas como Baptistão (SP), Fernandes (SP), Daniel Paz (Argentina), Boligan (Colômbia), Dario Castillejos (México), JBosco (PA), Calarcá (Colômbia), Mikio (Japão), Raul De La Nuez (EUA), Éden (Uruguai), Cau Gomes (MG), Samuca (PE), Amorim (RJ), Túrcios (Espanha), entre outros. São 73 desenhistas de dez países.

O nome da exposição, Borbo Letras, lembra o personagem Maurício Babilônia, do livro Cem Anos de Solidão, que caminha sempre envolto em uma nuvem de borboletas amarelas.
A exposição abriu no dia 16 de maio e continuará até o dia 21 de junho, na Biblioteca do Memorial da América Latina, em São Paulo/SP, para depois ser exibida nas estações do Metrô.

veja mais:
http://www.universohq.com/noticias/exposicao-de-cartunistas-homenageia-gabriel-garcia-marquez/
http://www.memorial.org.br/2014/05/homenagem-a-garcia-marquez-comeca-dia-16/
http://catracalivre.com.br/sp/agenda/gratis/gabriel-garcia-marquez-e-homenageado-em-exposicao-no-memorial/

SERVIÇO
Memorial da América Latina 
entrada gratuita

de 17/05 a 21/06

Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 09:00 às 18:00
Sábados das 10:00 às 17:00
Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664
Barra Funda 
Estação Palmeiras-Barra Funda (Metrô – Linha 3 Vermelha)
Estação Palmeiras-Barra Funda (CPTM – Linha 7 Rubi)

13
maio
2014
A Virada Cultural acontece neste final de semana!

A Virada Cultural, que acontece das 18 h deste sábado, 17 de maio, até as 18 h do domingo, é um evento realizado pela Prefeitura de São Paulo, que busca, antes de tudo, promover a convivência em espaço público, convidando a população a se apropriar do centro da cidade, por meio da arte, da música, da dança, das manifestações populares.
Ela foi inspirada na “Nuit Blanche” francesa, criada em 2002, quando museus abrindo de madrugada, por exemplo, quebram as expectativas do público, incitando a  uma participação massiva. Esse tipo de evento espalhou-se por outras cidades europeias, como Madri, Bruxelas, Roma, e chegou até a  Lima, no Peru.
Em São Paulo, tem duração de 24 horas e oferece atrações culturais para pessoas de todas as faixas etárias, classes sociais, gostos e tribos, que ocupam, ao mesmo tempo, a mesma região da cidade.
 
Desde sua primeira edição, em 2005, a Virada Cultural atrai milhares de pessoas de todas as partes de São Paulo e do Brasil  e, ao longo dos anos, a festa foi ampliando cada vez mais seu perímetro, até incorporar, recentemente, a região da Luz, além da República e do Anhangabaú.
 

PROGRAMAÇÃO
Além da rede municipal de equipamentos – incluindo os Centros Educacionais Unificados (CEUs) –, a organização da Virada Cultural conta com parceiros estratégicos como o SESC e o Governo do Estado, que aderem com seus equipamentos culturais descentralizados. O Metrô de São Paulo fica aberto durante as 24 horas do evento, garantindo a circulação das pessoas.

Veja a programação completa da prefeitura e monte o seu programa:
http://viradacultural.prefeitura.sp.gov.br/2014/programacao/
 
E MAIS! Shows, espetáculos teatrais, circo, cinema, gastronomia, na rua e nos centros culturais e teatros da cidade…:
http://catracalivre.com.br/sp/editoria/agenda/virada-cultural/


SEGURANÇA
Este ano, a secretaria de Cultura e a PM montaram um esquema de segurança especial para evitar situações perigosas e desagradáveis. 
Veja as dicas de segurança:
http://vejasp.abril.com.br/materia/virada-cultural-dicas-seguranca 


Sobre reforço no policiamento:
http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/virada-cultural-de-sp-tera-reforco-no-policiamento
http://www.efe.com/efe/noticias/brasil/cultura/virada-cultural-tera-seguran-refor-ada-palcos-mais-proximos/3/19/2312223

12
maio
2014
Agenda Vestibulares e ENEM

Atenção para as datas dos exames para 2015!
 

FUVEST (USP e Santa Casa)
Inscrições: de 22 de agosto a 8 de setembro
Exame da primeira fase: 30 de novembro
• Exames da segunda fase: 4, 5 e 6 de janeiro de 2015
•  Primeira chamada: 31 de janeiro de 2015

COMVEST (Unicamp e Famerp)
• Inscrições: de 11 de agosto a 11 de setembro
• Exame da primeira fase: 23 de novembro
• Prova de habilidades específicas de música: 25 a 29 de setembro
• Exames da segunda fase: 11, 12 e 13 de janeiro de 2015
• Prova de habilidades específicas: 19 a 22 de janeiro de 2015
• Primeira chamada: 11 de fevereiro de 2015

VUNESP (Unesp)
•  Inscrições: de 15 de setembro a 10 de outubro
• Exame da primeira fase: 16 de novembro
• Exames da segunda fase: 14 e 15 de dezembro
• Primeira chamada para matrícula virtual: 28 de janeiro de 2015.

 ITA
• Inscrições: de 1º de agosto a 15 de setembro 

PUC-Campinas
• Inscrições: de 9 de setembro a 26 de outubro
• Exame de fase única: 28 e 29 de novembro

PUC-SP
• Inscrições: de 10 de outubro a 18 de novembro
• Exame de fase única: 7 de dezembro

 ENEM
• Inscrições: de 12 de maio a 23 de mai
•  Exame primeiro dia: 08 de novembro – provas de ciências humanas e ciências da natureza
• Exame segundo dia: 09 de novembro – linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação

Referências:

http://www.vestibulandoweb.com.br/vestibular-datas-inscricao.asp
http://www.enem2015.net.br

 

                                                               

                                                               

7
maio
2014
Floorball: um novo esporte no Ítaca
postado sob esporte, Ítaca, Novidades

A ABF (Associação Brasileira de Floorball) em conjunto com a Escola de

Aplicação, da Universidade de São Paulo, está fazendo um projeto de difusão
do esporte em colégios da cidade de São Paulo.
O Colégio Ítaca, entre outras escolas privadas e públicas da cidade, está
recebendo equipamentos e treinamentos da ABF, para oferecer o esporte a
alunos de diversas idades.

O Floorball é uma modalidade de jogo criada na década de 1950, nos Estados
Unidos, como alternativa ao hóquei, que depende de saber patinar e é um
esporte muito violento. O novo jogo também nasceu como uma modalidade
coletiva, praticada em pista coberta e seu objetivo é colocar uma bola
plástica na baliza contrária ao respectivo time, usando-se um taco leve.
Ambas as equipas têm cinco jogadores de campo e um guarda-redes.


O primeiro campeonato de Floorball aconteceu em Michigan, EUA, em 1962. Em
poucos anos alcançou grande impacto também em outros países, adquirindo
características próprias, com aspectos técnicos e táticos que o diferenciam
do hóquei. O jogo chegou à Europa no final dos anos sessenta e, na década de
1970, os suecos desenvolveram o esporte, tornando-se desde então o país com
maior tradição na modalidade. A partir dessa época, começou a ser mais
difundido nos colégios e entre jovens esportistas do mundo todo, recebendo
diferentes nomes: Plasticbandy, Softbandy, Floorbandy, Innebandy,
Floorhockey, entre outros, para diferencia-lo bem do hóquei.  Finalmente
passou a ser chamado Floorball ou Unihockey.

Atualmente a modalidade é praticada em vários países no mundo, tais como,
Suécia, Austrália, Japão, Estados Unidos, Suíça, Alemanha, Brasil,
Argentina, Chile, Coreia, Rússia, entre outros, e conta já com 3.200 clubes
e mais de 250.000 jogadores licenciados em todo o mundo.Agora, o Floorball
acaba de ser aceito como membro provisório no GAISFO (Organização
Internacional de Modalidades Olímpicas), responsável pelas Olimpíadas e
pelos Jogos Mundiais. 

Pela sua fácil jogabilidade e falta de violência, o Floorball contagia
crianças, jovens, adultos, homens e mulheres, e a cada dia que passa
torna-se mais popular e interessante.


www.floorball.org
http://www.floorball.com.br
http://apfball.wordpress.com/historia-do-floorball/=

 

Abaixo, final mundial Suécia X Finlândia

6
maio
2014
Chega de desperdício!
Vamos zerar a fome do mundo?

A campanha Pensar.Comer.Conservar da iniciativa Save Food, é uma parceria do PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), da FAO (Food and Agriculture Organization) e da Messe Düsseldorf visando zerar a fome mundial, pela união de ações difundidas global, regional e nacionalmente.  Tal cruzada tem também o objetivo de catalisar mais setores da sociedade para se tornarem conscientes e iniciarem ações a partir da troca de ideias inspiradoras e estudos de caso.

Nesse sentido, o website da campanha é um portal de ideias, notícias e conteúdo, e serve de chamada para que todos passem a tomar uma atitude em relação a esse problema global.

Um estudo recente revelou que cerca de um terço de toda a comida produzida no mundo é perdida ou desperdiçada ao longo do ciclo de produção e consumo. Aproximadamente metade dessa quantidade é resultante de varejo ou de consumidores de regiões industrializadas que descartam alimentos que poderiam ser consumidos. A quantidade total de alimentos desperdiçados é de 300 milhões de toneladas, o suficiente para alimentar um número estimado em 900 milhões de pessoas famintas no mundo todo (FAO).

A “perda” de alimentos refere-se a alimentos rejeitados ou estragados, antes de alcançar o estágio final de seu ciclo. Normalmente acontece nos estágios de produção, colheita, processamento e distribuição da cadeia de abastecimento.
O “desperdício” de comida refere-se àqueles alimentos que completam todo o ciclo da cadeia de abastecimento, são considerados produtos de boa qualidade e adequados para o consumo, mas ainda assim não são consumidos porque são descartados, seja antes ou depois de estragados. 

Do que se trata a campanha contra o desperdício de alimentos?

O desperdício de alimentos é um problema global massivo com implicações negativas em aspectos humanitários, ambientais e financeiros.

Porém, com mudanças simples e fáceis dos nossos hábitos, nós podemos mudar esse paradigma.

Muitas campanhas regionais, por exemplo, vêm sendo lançadas recentemente, reforçando o desafio de se evitar o desperdício de alimentos em nível nacional e em setores-chave que incluem hoteis, restaurantes, supermercados e residências. Surpreendentemente, um terço de toda a comida não-consumida em países em desenvolvimento é desperdiçada em residências.

Por isso, atitudes simples por parte dos consumidores e comerciantes podem reduzir dramaticamente a quantidade atual de 1.3 bilhão de toneladas de comida perdida ou desperdiçada por ano e ajudar a formar um futuro sustentável.

Algumas pessoas pensam que a comida desperdiçada vai parar na terra de qualquer forma, virando adubo, o que seria um bom uso para ela. Mas acontece que nos lixões, não há condições para a compostagem - muito ao contrário — e quando essa comida despejada não encontra condições apropriadas, luz e ar, ela produz gás metano, o que contribui para o aquecimento global. 

Devido à falta de controle de quantidade ou à compra exagerada de alimentos frescos que acabam estragando, estima-se que despejamos um terço de toda a comida que a gente compra toda semana!

Veja as dez dicas para reduzir a sua pegada alimentar e a sua conta de supermercado!

1.Faça compras de maneira inteligente — planeje as refeições, faça listas de compras, evite fazer compras por impulso. 

2.Compre “frutas esquisitas” — em muitos casos, frutas e vegetais são jogados fora porque apresentam tamanho, formato e cor “inadequados”. Comprando essas frutas que, na verdade, muitas vezes estão em perfeitas condições para o consumo, você está utilizando comida que poderia ser perdida.

3.Entenda as datas de vencimento — nem sempre as datas indicadas para venda do produto não indicam a qualidade do mesmo. Em muitos casos, trata-se de sugestões do produtor para a qualidade máxima do produto (“melhor se consumido até”) O importante é o “consuma até”: consuma o produto até a data indicada ou verifique se você pode congelá-lo.

4.Zere a sua geladeira — coma alimentos que já estão na sua geladeira, antes de comprar mais ou preparar algo novo. Siga as recomendações para armazenamento, para manter a melhor qualidade desses alimentos. Alguns websites como o www.lovefoodhatewaste.com (em inglês), podem ajudar a elaborar receitas criativas para aproveitar comida que poderiam estragar em breve.

5.Use o seu congelador — alimentos congelados mantém-se seguros por muito mais tempo. Congele produtos frescos e sobras de refeições, se você sabe que não vai consumi-los antes de estragarem.

6.Peça porções menores — frequentemente, restaurantes oferecem meias-porções por preços menores.

7.Faça compostagem — você pode reduzir o impacto sobre o clima fazendo a compostagem de restos de comida. Compostagem também recicla nutrientes, que são aproveitados pela terra.

8.Tenha regras na sua cozinha — o primeiro produto que for aberto deverá ser consumido até o fim antes de abrir um novo. Tenha controle sobre a sua despensa. Cozinhe e coma primeiro o que você comprou primeiro. Armazene os enlatados mais novos no fundo das prateleiras; mantenha os mais velhos na frente para facilitar o acesso.

9.Aprecie as sobras das refeições — o bife de frango que sobrou do jantar de hoje pode ser aproveitado no sanduíche de amanhã. Seja criativo! No restaurante, leve as sobras para casa para poder comer mais tarde. Congele as sobras se você não quiser comer imediatamente. Poucos de nós levamos as sobras dos restaurantes para casa. Não tenha vergonha de pedir!

10.Faça doações — alimentos não-perecíveis e alimentos perecíveis que ainda apresentam boas condições de consumo podem ser doados para refeitórios locais, por exemplo. Programas locais e nacionais frequentemente vão até a sua casa para buscar o produto e até oferecem de graça recipientes reutilizáveis aos doadores.

 

ACESSE O SITE  para ter informações completas e participar desse movimento!

E saiba mais sobre o assunto:
http://www.un.org/es/zerohunger/#&panel1-1
https://www15.bb.com.br/site/fz/mapa/DocPrefeitos.htm
http://www.coladaweb.com/politica/programa-fome-zero
http://www.un-foodsecurity.org/node/1356
 

 

fechar