.>
16
setembro
2017
A difícil escolha da carreira profissional
postado sob EM, Ítaca, vestibular

OU ISTO OU AQUILO...

        Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo . . .

e vivo escolhendo o dia inteiro!

                                           Cecília Meireles

 

Escolher não é fácil. Porque pressupõe perda ou perdas: escolher é ter, mas é também deixar de ter. E multiplicam-se as angústias no caso de uma carreira, uma profissão, um “vou ser quando crescer”: tudo tão definitivo, tão carregado de valores e de expectativas, especialmente familiares... Não é fácil: escolho com o coração ou com a cabeça; faço aquilo de que gosto ou vou ganhar bastante dinheiro (nem sempre esses dois caminhos se cruzam...); mantenho a tradição familiar ou rompo com tudo; esta ou aquela faculdade... Questões e mais questões, em um ano escolar já marcado normalmente pelas não poucas exigências dos exames vestibulares.

Como ajudar, sem ser invasivo, sem ser impositivo? Pra começar, isso não se faz de repente, na hora de se inscrever no vestibular apenas (mas também não é algo que deva habitar o universo de crianças desde sempre – a não ser, é claro, nas brincadeiras e sonhos, sem peso). Ouvir é essencial, e ouvir muitas vezes (daí que é preciso tempo...). Também oferecer horizontes e possibilidades, conhecimentos, perspectivas. Auxiliar na formulação de perguntas que o adolescente deve fazer a si mesmo; ajudá-lo a saber de si, suas dores e delícias, seus limites e desejos. Orientar na busca de informações objetivas, como cursos, grades curriculares, ocupações possíveis, mercado de trabalho. Se possível, ajudá-lo no encontro de profissionais da área, para que veja a realidade da profissão e seu dia a dia.

No Ítaca, esse processo se dá no Ensino Médio, e se acentua no 3º ano, em um apoio traduzido nas várias ações descritas acima, a partir de solicitações dos próprios alunos. Mas o que vale muito para que se efetive a ajuda é o contato próximo, um convívio real e atento com esse aluno, acompanhando-se genuinamente seu amadurecimento durante anos. Importar-se com; não apenas oferecer informações. Assim, a escola pode complementar o trabalho das famílias, nessa hora de escolhas e dúvidas e perdas e ganhos.
Assim, uma das etapas desse percurso, aqui no colégio, é o Qual é a sua?

Um encontro com as profissões

O evento ocorre normalmente na última semana de aula, em junho, e a escolha das profissões a cada ano é prerrogativa do 3º ano, mas todas as turmas EM participam: profissionais e professores universitários conversam com os grupos inscritos e a proposta é que cada um conte um pouco de suas trajetórias acadêmica e pessoal, das escolhas, das possibilidades de trabalho e remunerações no mercado, dos descaminhos e dificuldades, dos prazeres e conquistas. Além disso, muitas vezes, o profissional convida os interessados a conhecerem seu local de trabalho e um dia de sua rotina, por exemplo.

Longe de ser uma “orientação profissional” a ideia é que as conversas reflitam a diversidade das experiências, destacando os percalços, os desencontros e reencontros que podem surgir em cada projeto de vida.

Entendendo que o momento da opção profissional é recheado de incertezas e pressões, o Qual é a sua? (ao lado de várias conversas individuais entre a Coordenação EM e os alunos) tem a intenção de fornecer o máximo de elementos para que cada aluno consiga escolher seus próprios caminhos, ajustando os ponteiros de seus anseios pessoais com os das possibilidades e necessidades que a sociedade apresenta.

28
outubro
2016
O Ítaca tem 100% dos professores com formação específica

O Ítaca está entre as 32 escolas brasileiras que têm todas as disciplinas ministradas por professores com formação específica na área em que lecionam. Esses são dados de uma avaliação do Ensino Médio de 14.998 escolas pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), em 2015. No total, são 25 privadas e sete públicas.
Isso significa 0,21% das instituições analisadas, a partir de dados coletados no Enem do ano passado. 

No Ítaca, soma-se a isso o fato de que a massiva maioria dos professores têm títulos (ou estão em curso) de Mestrado, Doutorado ou Pós-doutorado, em suas áreas de estudo.

Logo abaixo nessa avaliação, o índice de professores formados em suas áreas é de 80%, numa grande diferença em relação às anteriores.
 
João Cardoso Palma Filho, professor da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) e membro do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, reforça que há uma forte correlação entre a formação adequada do professor e o desempenho dos alunos. "Esse não é o único fator, mas é determinante. O professor é peça-chave. Apesar de todos os recursos que se têm na escola, de tecnologias a bibliotecas, se você não tem um bom professor, a coisa não anda", diz.
Para ele, os dados divulgados pelo Inep explicitam uma situação cotidiana nas escolas públicas: a falta de professores. "Nesse sistema, para se ter professores, o nível de exigência acaba sendo diminuído. Por outro lado, o professor que precisa ganhar um salário aceita dar aulas sobre um conteúdo para o qual ele não foi licenciado."
 
Veja quais são as escolas  a média geral no Enem das 32 escolas que têm todas disciplinas ministradas por professores com formação específica
 
1º - OBJETIVO COLÉGIO INTEGRADO (São Paulo/SP)
Média: 751,29
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 41/ Alunos participantes: 41
Índice de permanência: De 60% a 80%
2º - ETAPA III COLEGIO (São Paulo/SP)
Média: 736,34
Rede: Privada
NSE*: Sem informação
Total de alunos: 35/ Alunos participantes: 32
Índice de permanência: Menos de 20%
3º - ESCOLA PARQUE - BARRA (Rio de Janeiro/RJ)
Média: 648,23
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 68/ Alunos participantes: 64
Índice de permanência: 80% ou mais
4º - SANTA CLARA COLÉGIO (São Paulo/SP)
Média: 629,88
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 74/ Alunos participantes: 71
Índice de permanência: 80% ou mais
5º - ITACA COLÉGIO (São Paulo/SP)
Média: 622,05
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 24/ Alunos participantes: 23
Índice de permanência: 80% ou mais
6º - OBJETIVO CENTRO INTERESCOLAR UNIDADE POMPEIA (São Paulo/SP)
Média: 616,06
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 94/ Alunos participantes: 81
Índice de permanência: De 60% a 80%
7º - RAINHA DA PAZ COLEGIO EIFM (São Paulo/SP)
Média: 613,32
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 72/ Alunos participantes: 65
Índice de permanência: 80% ou mais
8º - COLEGIO CURSO INTELLECTUS - UNIDADE MEIER (Rio de Janeiro/RJ)
Média: 603,97
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 49/ Alunos participantes: 47
Índice de permanência: De 60% a 80%
9º - INTERESCOLAR OBJETIVO UNIDADE GRANJA VIANA CENTRO (Cotia/SP)
Média: 603,03
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 58/ Alunos participantes: 42
Índice de permanência: De 60% a 80%
10º - OBJETIVO CENTRO INTERESCOLAR UNIDADE VERGUEIRO (São Paulo/SP)
Média: 594,98
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 104/ Alunos participantes: 77
Índice de permanência: De 60% a 80%
11º - OBJETIVO COLÉGIO I UNIDADE PINHEIROS (São Paulo/SP)
Média: 593,09
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 56/ Alunos participantes: 41
Índice de permanência: De 40% a 60%
12º - COLÉGIO CURSO INTELLECTUS - UNIDADE OCEANICA (Niterói/RJ)
Média: 575,12
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 82/ Alunos participantes: 78
Índice de permanência: De 60% a 80%
13º - ESCOLA SESI HANS SCHLACHER DE ENSINO MÉDIO (Sabará/MG)
Média: 564,33
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 31/ Alunos participantes: 29
Índice de permanência: 80% ou mais
14º - SAO JOSE ESCOLA SALESIANA (Campinas/SP)
Média: 563,12
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 60/ Alunos participantes: 55
Índice de permanência: 80% ou mais
15º - SOC EDUC A PASSOS COL MONTEIRO PASSOS (Rio de Janeiro/RJ)
Média: 558,20
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 47/ Alunos participantes: 37
Índice de permanência: Menos de 20%
16º - COLÉGIO E CURSO INTELLECTUS - UNIDADE TIJUCA (Rio de Janeiro/RJ)
Média: 556,18
Rede: Privada
NSE*: Muito alto
Total de alunos: 43/ Alunos participantes: 41
Índice de permanência: De 20% a 40%
17º - SESI COLÉGIO ENSINO MÉDIO (Foz do Iguaçu/PR)
Média: 544,13
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 46/ Alunos participantes: 38
Índice de permanência: De 60% a 80%
18º - SESI 126 CENTRO EDUCACIONAL (Sorocaba/SP)
Média: 535,32
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 29/ Alunos participantes: 25
Índice de permanência: 80% ou mais
19º - SESI 021 CENTRO EDUCACIONAL (Jundiaí/SP)
Média: 534,50
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 57/ Alunos participantes: 43
Índice de permanência: De 40% a 60%
20º - NOROESTE C ED EM (Paranavaí/PR)
Média: 534,02
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 100/ Alunos participantes: 80
Índice de permanência: De 60% a 80%
21º - COL JEAN PIAGET (São Gonçalo/RJ)
Média: 533,85
Rede: Privada
NSE*: Médio alto
Total de alunos: 43/ Alunos participantes: 35
Índice de permanência: Menos de 20%
22º - MARCO A PIMENTA C E EF M (MaringáPR)
Média: 526,09
Rede: Estadual
NSE*: Alto
Total de alunos: 30/ Alunos participantes: 20
Índice de permanência: 80% ou mais
23º - SESI 156 CENTRO EDUCACIONAL (São João da Boa Vista/SP)
Média: 524,08
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 30/ Alunos participantes: 27
Índice de permanência: 80% ou mais
24º - COLÉGIO DOM BOSCO FAZENDA RIO GRANDE (Fazenda Rio Grande/PR)
Média: 523,78
Rede: Privada
NSE*: Alto
Total de alunos: 19/ Alunos participantes: 13
Índice de permanência: De 60% a 80%
25º - ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL FUNDAÇÃO BRADESCO (Maceió/AL)
Média: 523,44
Rede: Privada
NSE*: Médio alto
Total de alunos: 65/ Alunos participantes: 63
Índice de permanência: 80% ou mais
26º - IEC-UNIDADE INDUSTRIAL (Contagem/MG)
Média: 512,85
Rede: Municipal
NSE*: Médio
Total de alunos: 56 / Alunos participantes: 46
Índice de permanência: De 20% a 40%
27º - ESC INSTITUTO SÃO JOSE (Rio Branco/AC)
Média: 510,57
Rede: Estadual
NSE*: Alto
Total de alunos: 131/ Alunos participantes: 125
Índice de permanência: 80% ou mais
28º - CECILIA MEIRELES C E EF M (Ubiratã/PR)
Média: 508,46
Rede: Estadual
NSE*: Médio alto
Total de alunos: 34/ Alunos participantes: 31
Índice de permanência: 80% ou mais
29º - GERALDO FERNANDES C E D EF M (Cambé/PR)
Média: 504,79
Rede: Estadual
NSE*: Médio alto
Total de alunos: 26/ Alunos participantes: 14
Índice de permanência: 80% ou mais
30º - ESC EDUC BAS E PROFISSIONAL GOV JANARY G NUNES (Santana/AP)
Média: 499,66
Rede: Privada
NSE*: Médio
Total de alunos: 79/ Alunos participantes: 71
Índice de permanência: 80% ou mais
31º - EE VILA BRASIL (Fátima do Sul/MG)
Média: 480,50
Rede: Estadual
NSE*: Médio alto
Total de alunos: 16/ Alunos participantes: 11
Índice de permanência: De 60% a 80%
32º - CED 04 DO GUARA (Brasília/DF)
Média: 477,94
Rede: Estadual
NSE*: Médio
Total de alunos: 127/ Alunos participantes: 87
Índice de permanência: De 60% a 80%
 
*A sigla NSE representa o nível socioeconômico dos estudantes. O cálculo desse indicador foi feito a partir das informações fornecidas pelos próprios alunos.
 
Leia a matéria completa, no UOL:
http://educacao.uol.com.br/noticias/2016/10/04/so-32-escolas-no-brasil-tem-todos-os-professores-com-formacao-adequada.htm
 
Matérias correlatas:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2016-10/matematica-publicas-com-melhor-desempenho-tem-professores-com-melhor
http://www.contratandoprofessores.com/2016/10/no-brasil-27-das-escolas-tem-menos-da.html

4
maio
2016
CALENDÁRIOS DO VESTIBULAR 2017 DEFINIDOS
postado sob Ítaca, vestibular

Em reunião, USP, Unesp, Unicamp, Unifesp, ITA, PUC-SP, PUC-Campinas, Mackenzie, Famerp e Famema definiram as datas dos seus Vestibulares 2017 de modo a evitar a coincidência de datas e permitir que os vestibulandos possam participar de mais de um processo seletivo.

Veja abaixo os calendários da Fuvest, Unicamp e Unesp

FUVEST
A primeira fase da Fuvest ficou marcada para o dia 27 de novembro, com inscrições a serem realizadas entre os dias 19 de agosto e 8 de setembro de 2016. A segunda fase acontecerá entre os dias 8 e 10 de janeiro de 2017.
CALENDÁRIO FUVEST
Início das inscrições -19 de agosto
Último dia das inscrições - 8 de setembro
Prova da primeira fase - 27 de novembro
Provas da segunda fase - 8 a 10 de janeiro de 2017
 

UNICAMP 
As inscrições para o vestibular 2017 da UNICAMP terão início dia 1º de agosto e deverão ser feitas até dia 1º de setembro. 
O valor da taxa de inscrição ainda não foi definido. 
A primeira fase será realizada dia 20 de novembro e a segunda fase acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de janeiro de 2017. Antes da primeira fase, haverá provas de Habilidades Específicas para candidatos aos cursos de Música (no período de 2 a 9 de setembro – Etapa I). Para os demais cursos que exigem provas específicas (Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais e Dança), as provas de Habilidades Específicas ocorrerão no período de 23 a 26 de janeiro de 2017. A primeira chamada será divulgada pela Comvest no dia 13 de fevereiro, para matrícula não presencial entre os dias 14 e 15 de fevereiro.
Isenções da Taxa de Inscrição
A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) recebe até o dia 23 de maio, os pedidos de isenção da taxa de inscrição do Vestibular Unicamp 2017As inscrições para pedir a isenção devem ser realizadas exclusivamente pela internetna página da Comvest (www.comvest.unicamp.br). Para finalizar o processo de inscrição, o candidato deve enviar a documentação necessária (descrita no Edital), pelo correio, para a Comvest até o dia 24 de maio. A falta de qualquer documento e/ou o envio após o prazo excluem o candidato do processo. Todas as informações estão disponíveis na página da Comvest na internet.
CALENDÁRIO UNICAMP
• Inscrições e Pagamento da Taxa de Inscrição - 1/8 a 1/9/2016 
• Provas de Habilidades Específicas de Música:
Etapa I – 2 a 9/9/2016
Etapa II – 9 a 10/10/2017
• 1ª fase - 20/11/2016
• 2ª fase - 15, 16 e 17/1/2017
• Provas de Habilidades Específicas - 23 a 26/1/2017
• Divulgação da 1ª chamada (para matrícula não presencial) - 13/2/2017
• Matrícula não presencial - 14 e 15/2/2017

 

UNESP  
O período de inscrições para a Universidade Estadual Paulista (Unesp) será de 12 de setembro a 10 de outubro. Antes deste período, a instituição divulgará as datas para pedidos de isenção e redução da taxa. 
O exame da primeira fase acontecerá no dia 13 de novembro, um domingo. Os candidatos habilitados e convocados para a segunda fase farão novas provas nos dias 18 e 19 de dezembro, um domingo e uma segunda. No ano passado, as provas foram aplicadas para 103.694 candidatos em 34 cidades, sendo 31 destas no Estado de São Paulo.
O resultado final da Unesp será divulgado em 3 de fevereiro de 2017. A Resolução deverá ser divulgada até julho, com todas as informações sobre cursos e vagas disponíveis para ingresso em 2017. Em 2016, a Unesp ofereceu 7.355 vagas em 176 cursos, disponíveis em 23 cidades. 
No Vestibular 2016, o Sistema de Reserva de Vagas para a Escola Básica Pública (SRVEBP) garantIu um mínimo de 35% das vagas de cada curso para alunos que tenham feito todo o ensino médio em escola pública. Isso ampliou a proporção destes alunos nos cursos da Unesp, que neste ano foi de 46,6% das vagas oferecidas.

 

fechar