.>
8
setembro
2015
Um novo velho tratado das cores
postado sob arte, design, história

Em 1692, um artista chamado A. Boogert dedicou-se a escrever um livro, em holandês, sobre misturas de cores em aquarela. O livro começava com algumas explicações sobre o uso da cor na pintura e se aprofundava, mostrando como obter tonalidades de cor com adição de uma, duas ou três partes de água.  Isso tudo era ilustrado com as próprias cores aquareladas.  Parece um escopo muito simples, mas o resultado é surpreendentemente detalhado e bonito. 

O livro, com o título de Traité des couleurs servant à la peinture à l’eau, tem mais de 700 páginas manuscritas e é considerado o mais provavelmente detalhado guia de cores e de pintura da época. Segundo o historiador Erik Kwabel, que descobriu a publicação em um banco de dados e traduziu parte da sua introdução, no século 17, conhecido como a época áurea da pintura holandesa, esse manual era providencial e tinha vocação educativa. O professor Kwabel conclui, porém, que o livro não teve a atenção merecida pelos historiadores modernos e, provavelmente, nem atingiu o propósito educativo que se propôs, pelo fato de existir apenas uma cópia, que foi vista por poucas pessoas.

Difícil não compará-lo ao famoso Guia de Cores Pantone (escala internacional de padronização de cores usada em Design gráfico e de produtos, moda, etc), publicado pela primeira vez em 1963.

O livro todo pode ser consultado em alta resolução no endereço.  O original do manuscrito está na Bibliothèque Méjanes, em Aix-en-Provence, França.

Referências:
http://www.e-corpus.org/notices/102464/gallery/
http://erikkwakkel.tumblr.com/post/84254152801/a-colourful-book-i-encountered-this-dutch-book
http://followthecolours.com.br/just-coolt/achado-livro-de-1692-sobre-as-cores-e-um-medidor-de-azul-do-ceu/
http://www.pantone.com/fashion-home-color-guide
http://www.citedulivre-aix.com/citedulivre/

fechar