.>
22
agosto
2016
Livros Yanomami sobre costumes e alimentação

Ana Amopö: Cogumelos Yanomami, é o primeiro livro sobre cogumelos comestíveis a ser publicado no Brasil”, conta Moreno Saraiva Martins, antropólogo do ISA (Instituro Sócio-ambiental), que desde 2010 assessora os índios Yanomami, uma das maiores tribos relativamente isoladas na América do Sul. Eles vivem nas florestas e montanhas do norte do Brasil e sul da Venezuela.

Os cogumelos descritos no livro são encontrados, geralmente, em áreas de manejo agrícola e a publicação é uma contribuição do modo de vida indígena para a preservação da floresta e da biodiversidade. “As diferentes espécies de cogumelos [são cerca de dez] nascem nas árvores que apodrecem no chão, nas roças”, explica Marinaldo Sanuma, um dos pesquisadores autores do livro. 

A pesquisa contou com a participação do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), do Instituto de Micologia de Tottori do Japão, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), do Instituto de Botânica e do Instituto ATÁ, fundado pelo chef de cozinha Alex Atala. Os pesquisadores não indígenas Noemia Kazue Ishikawa e Keisuke Tokimoto foram fundamentais para fazer a ponte entre o conhecimento científico sobre cogumelos comestíveis e os conhecimentos que os Sanöma, grupo de Yanomamis que habitam no território de Roraima, detêm.

Salaka Pö – peixes, crustáceos e moluscos, são registros e análises dos conhecimentos dos Yanomami (Sanöma) sobre temas do cotidiano das comunidades da região de Auaris, no extremo oeste de Roraima, na Terra Indígena Yanomami, como as pescarias, as caçadas, as roças, os rituais funerários. São explicados quais os peixes, crustáceos e moluscos que utilizam, quais os tabus relacionados a cada espécie, as técnicas de pesca, de captura e as técnicas culinárias.

Ambos os livros são escritos em sanöma e traduzidos para o português, de modo que publicações ajudam a manter viva essa língua Yanomami e promovem um diálogo entre os conhecimentos dos indígenas sobre alimentos e os conhecimentos científicos.


Os livros são o resultado do trabalho de pesquisadores Yanomami da região do Auaris, em parceria com assessores do ISA e foram produzidos durante a formação dos pesquisadores promovida pela Hutukara Associação Yanomami (HAY), com o ISA e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Quem quiser experimentar os cogumelos poderá encontrá-los à venda, secos, no Mercado de Pinheiros, no box Amazônia/Mata Atlântica. Os ganhos revertem integralmente às comunidades Yanomami produtoras. 

Para saber mais sobre os Cogumelos Yanomami acesse http://cogumeloyanomami.org.br/).


Referências e mais informações:
http://www.survivalinternational.org/povos/yanomami
http://www.institutoata.org.br
https://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/yanomami-lancam-primeiro-livro-de-cogumelos-comestiveis-do-brasil
http://amazonia.org.br/2016/08/yanomami-lancam-primeiro-livro-de-cogumelos-comestiveis-do-brasil/
http://cogumeloyanomami.org.br
http://portal.inpa.gov.br

fechar