.>
Alguns conteúdos desta seção estão disponíveis apenas para quem estiver logado.
Caso tenha acesso, faça seu login aqui
+6

“As bibliotecas exercem um verdadeiro fascínio no imaginário das pessoas como lugares de guarda de memórias e produções da humanidade. A questão central envolve a tentativa de preservar, através da palavra, ou em tributo a ela, as sabedorias e também os obscurantismos protagonizados há séculos”, reflete Danilo de Miranda, Diretor do SESC.

Danilo conheceu a exposição “A Biblioteca à Noite”, quando a visitou em Paris, e resolveu trazê-la ao Brasil.
Trata-se de uma experiência imersiva concebida pelo diretor canadense Robert Lepage e a Companhia Ex Machina, inspirada no livro homônimo do escritor argentino Alberto Manguel, que também participou da concepção. O trabalho tem o apoio do Institut Français e Embaixada da França, do Consulado Geral do Canadá e do Escritório do Quebec.

A obra original, do escritor, bibliófilo e discípulo de Jorge Luis Borges, o argentino Alberto Manguel, lançada em 2006, contém ensaios que falam sobre bibliotecas, partindo de sua experiência de organizar seus livros numa construção medieval de uma vila francesa – que ele comprou em ruínas, reformou e transformou em sua casa. 

O primeiro espaço da exposição é justamente uma reprodução da biblioteca francesa do próprio Alberto Manguel, permitindo que o público adentre o universo mais intimista da exposição. A segunda sala, a floresta, é onde começa a experiência imersiva, em realidade virtual. É um cenário fantástico, de árvores de livros e chão de folhas escritas, uma alegoria ao universo da leitura.

A partir daí, o público faz um passeio em realidade virtual por dez bibliotecas reais ou imaginárias: Biblioteca da abadia de Admont (Áustria), Templo de Hase-dera (Japão), Biblioteca Vasconcelos (México), Biblioteca Real (Dinamarca), Biblioteca do Nautilus (20.000 Léguas submarinas), Biblioteca do Parlamento de Ottawa (Canadá), Biblioteca Nacional e Universitária (Bósnia e Herzegovina), Biblioteca Sainte-Geneviève (França), Biblioteca de Alexandria (Egito) e Biblioteca do Congresso (EUA).

A exposição, que já passou pelo Canadá, pela França e Rússia, fica em São Paulo até dia 10/02/2019.

É necessário agendar a visita pelo site:
https://www.sescsp.org.br/programacao/168527_A+BIBLIOTECA+A+NOITE#/content=saiba-mais

Referências:
https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2018/09/assim-como-o-brasil-o-quebec-nao-tem-memoria-diz-canadense-robert-lepage.shtml
http://monitoriafabci.blogspot.com/2018/10/relato-visita-exposicao-biblioteca.html
https://cultura.estadao.com.br/blogs/babel/babel-a-biblioteca-a-noite-exposicao-inspirada-em-livro-de-alberto-manguel-chega-ao-brasil/

fechar