.>
NOTÍCIAS
O QUÊ
assunto
QUANDO
2024
2023
2022
2021
2020
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
Alguns conteúdos desta seção estão disponíveis apenas para quem estiver logado.
Caso tenha acesso, faça seu login aqui
Pentes desenhados pelos quintos anos e produzido no Espaço Maker

 

Dizem os historiadores que o pente-garfo teve origem há cerca de 6 mil anos, na África. Sua simbologia contemplava as qualidades de uma pessoa, como sua origem e cultura.

Um dos livros escolhidos para adoção nos quintos anos em 2023, Os nove pentes d`África, de Cidinha da Silva, trouxe esse tema singular e atrativo, englobando questões identitárias e africanidades, a partir do resgate de memórias, ancestralidades e vivências que precisam ser preservadas, de modo a entender-se o passado, ressignificá-lo e compreender o presente. É necessário reconhecer a cultura africana como matriz de muitos saberes para além do próprio continente de origem, o que inclui, de forma expressiva, sua presença na formação da cultura brasileira.

Alunos e alunas dos 5º anos encantaram-se com a leitura dessa sensível obra de Cidinha da Silva, invocando lembranças e laços com entes queridos de muitas gerações. E, no nosso Espaço Maker, confeccionaram pentes, projetando um desenho personalizado e endereçado a uma pessoa escolhida entre seus afetos e memórias .

Com sua obra, Cidinha da Silva nos presenteia com pentes presentes cheios de passado que nos ajudam a destrinçar o futuro. Seus pentes são pontes de compreensão entre o que somos nós, negros brasileiros agora, nossos avós recentes e os tais ancestrais africanos. E ponte entre nós e nossos sobrinhos, os que vêm depois de nós. 
Chico César 

Em outro grupo do Fundamental 1, nossos 4os anos, a escritora Cidinha da Silva também se fazia presente, com a leitura do livro Kuami.

Quartos e quintos anos, por fim, celebraram essa importante autora por meio de um encontro, apresentando seus ditos e feitos relativos às duas obras, Os nove pentes d`África e Kuami. Pelos alunos dos quartos anos, músicas presentes na narrativa de Kuami foram levadas para o encontro e, pelos alunos dos quintos anos,  outros pentes, dessa vez para presentear os colegas.

Pentes presentes para os alunos dos quartos anos

 

Entre músicas e pentes, vívidas expressões de uma cultura de origem africana presente e potente, entre nós e na história da humanidade. Cada criança reconhecendo o seu lugar integrado nesse encontro de saberes e parceria.

Abaixo, registros da música O meu lugar, de Arlindo Cruz, feitos pelos alunos dos quartos anos.

 

+13
postado sob 2023, EF1, música
+14

 

A aguardada Manhã Musical, quando alunos e familiares do EF1 se inscrevem para expressar algumas de suas artes, aconteceu no sábado 2/9 com muitos talentos e, principalmente, com encontros de gerações de crianças e adultos no palco do colégio.

A música ambientou, além de cantos e partituras, poemas e manifestações teatrais que alegraram os pequenos e os grandes artistas, diante de uma plateia em franca comunhão.

E, como bem disse Flora, professora de música do EF1, o palco é mesmo um desafio: a “coragem” para estar nele também foi protagonista importante, ao lado do prazer e do desafio de ser visto/ouvido por meio de suas vozes, danças, cenas e instrumentos musicais, experiências possíveis em um ambiente de confiança e alegria!

E todos ali contaram e cantaram o mais bonito da vida: 

‘’... as trocas intergeracionais, em que crianças e adultos convivem e compartilham saberes, de forma horizontal, genuína e interessada. É dessa forma que o conhecimento adquirido por cada um ganha permanência e duração ao longo do tempo”.  

Ailton Krenak

+10
postado sob 2023, EF2, EM, música
+4

 

Bem disse Caetano Veloso: Como é bom poder tocar um instrumento... 

 

Quem tem na música um prazer, uma companhia - seja dançando, seja ouvindo, seja fazendo – é, sem dúvida, mais feliz.

No Ítaca a música tem valor e permanência (inclusive, não à toa, todo ano temos ingressantes no Curso de Música, em universidades como USP, Unesp e Unicamp, dentre outras).

E tudo pode começar ou ser estimulado, no aprendizado de um instrumento... Ministrado pela professora Rosana Lambert, o Ítaca oferece, por exemplo, há muitos anos, curso de violão para alunos e alunas do EF2 e do EM. 

E um pouquinho do resultado desse trabalho, do grupo de 2022, pode ser visto aqui: a apresentação ao público, no Colégio, teve repertório variado, especialmente  clássicos do rock, de Legião Urbana a Nirvana.

 

 

postado sob cidadania, cultura, música

No próximo dia 25 de janeiro, São Paulo completa 462 anos. A Secretaria Municipal de Cultura organizou uma comemoração de 3 dias de atividades, no sábado 23, domingo 24 e segunda 25. A festa terá caráter democrático, com atrações gratuitas, abrangendo todas as regiões da cidade e ocupando equipamentos culturais: teatros, centros culturais, Casas de Cultura, além de CEUS e palcos externos. 
 
No sábado, dia 23, vários shows acontecerão: Negra Li, Supla, DJ KL Jay, a dupla de irmãos Luciana Mello e Jairzinho, Karina Buhr, Raimundos, Maria Gadú, entre outros. 
Ainda no sábado, um dos destaques é o cantor Criolo, que apresenta o show “Convoque seu Buda”, no Palco Parelheiros, a partir das 18h. E serão montados palcos especiais com atrações, no Glicério [Edi Rock], na Vila Maria [Rappin Hood], e Itaquera [Mc Garden].
 
No dia 24, domingo, um dos destaques é o Trio Elétrico de Daniela Mercury, que fará uma apresentação em ritmo de pré-Carnaval, saindo da esquina das Avenidas Faria Lima e Rebouças, a partir das 16h30. E na #‎PaulistaAberta, o grupo teatral Pia Fraus encenará o espetáculo 'Bichos do Brasil'.
 
Na segunda, 25 de janeiro, dia do aniversário da cidade, o Centro Esportivo e de Lazer Tietê receberá os shows do grupo Demônios da Garoa e, na sequência, Gilberto Gil, a partir das 16h, relembrando antigos sucessos da carreira. Demônios da Garoa, conjunto que entrou, em 1994, para o Guinness Book como "Conjunto Vocal Mais Antigo do Brasil em Atividade", lembrará sucessos de Adoniran Barbosa e cantará músicas recentes que fazem parte do repertório da banda. 
 
Em parceria com a São Paulo Carinhosa, a Secretaria Municipal de Cultura oferece uma programação especial para as crianças, nas Ruas Abertas, entre elas, as Avenidas Sumaré e Paulista, que terão brincadeiras e atividades circenses, nos dias 24 e 25 de janeiro. 
 
Veja a programação completa:
http://www.guiadasemana.com.br/aniversario-de-sp
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/noticias/?p=19543

postado sob arte, cultura, música, teatro
+5

O Giramundo é um grupo fundado em 1970, em Belo Horizonte. Na década de 1950, o artista plástico Álvaro Apocalypse (1937-2003) tornou-se professor na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde conheceria sua futura mulher, Terezinha Veloso (1936-2003), também artista plástica e docente na instituição. Em 1970, os dois iniciaram uma parceria artística com a aluna Maria do Carmo Vivacqua Martins, a Madu, bolando apresentações cênicas informais para crianças, familiares e amigos. Dessas sessões surgiu a primeira produção do grupo: A Bela Adormecida.
 
Em atividade há mais de 40 anos, esse coletivo mineiro é referência no campo do teatro de bonecos ‒ tanto pela qualidade das suas produções quanto pelo grau de experimentação que elas trazem à cena. A mostra, no Itaú Cultural, conta com a curadoria de Beatriz Apocalypse, Marcos Malafaia, Ulisses Tavares e a equipe Itaú Cultural. Além de bonecos originais representativos de diversos momentos do grupo, a exposição  desvenda o processo de criação de personagens, passando pelo desenho, pela construção, pelo figurino e pela pintura. Malafaia destaca a importância do desenho para a Companhia. “O Giramundo é um grupo que desenha. O espetáculo todo é visto anteriormente em um desenho”, conta.
 
Durante o período da mostra, às quintas e sextas-feiras um artista instala sua oficina no espaço expositivo e o público pode assistir à concepção e ao nascimento de uma marionete. “No teatro de bonecos existe uma confluência muito grande de todas as belas-artes. A gente pinta, esculpe, interpreta, canta e o boneco está no meio disso. Ele é a mídia. Nós trabalhamos com ele para nos expressarmos em todas as formas”, conta Tavares.
 
Um boneco, no entanto, só revela todo seu poder e sua magia inserido em sua história, em seu contexto, ganhando vida durante a encenação. “Para ser um bom marionetista é necessário observar, observar muito a vida e a natureza para que seja possível reproduzirmos movimentos e expressões em cena”, completa Beatriz Apocalypse. Por isso, aos sábados e domingos, o local vira palco para a apresentação de trechos de diferentes espetáculos do grupo.
 
Feitas para serem manuseadas de diferentes maneiras – por meio de fios, varas, luvas… –, as criaturas desenhadas, modeladas, pintadas e vestidas pelo Giramundo já estrelaram 34 espetáculos, também eles bastante diversos: de peças baseadas em contos de fadas ou lendas da cultura popular brasileira a óperas e apresentações multimídia.
 
Veja os desenhos, os modelos, as marionetes na exposição, e participe dos eventos paralelos.
http://sites.itaucultural.org.br/ocupacao/#!/pt/artistas/
 
Serviço:
Ocupação Giramundo
Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149
até 11 de janeiro de 2015
terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30]
sábado, domingo e feriado 11h às 20h
Piso Térreo [livre para todos os públicos]
a 2 quarteirões do metrô Brigadeiro
 

 

postado sob Ítaca, música

Aulas de música fazem parte de nossa proposta. Trabalhos e aulas com música fazem parte de nosso fazer pedagógico. Alunos muito muito musicais fazem parte de nosso colégio. Assim, nada mais natural do que nascer um Festival de Música do Ítaca. E foi o que ocorreu, com uma primeira edição em 2012, com proposta bienal. Neste ano, portanto, tem mais.

Voltado para o EF2 e o EM, o Festival contempla, nos mais diversos gêneros musicais, as categorias de compositor e de intérprete, que se apresentam diante da exigente mas animada plateia e, especialmente, diante de um júri formado por profissionais da área. Os 1os e 2os colocados de cada categoria recebem prêmios, além de – como todos que se apresentam – gritos e abraços da sua torcida.

Além do prazer genuíno, mais um espaço para aprendizados...

+2

A Virada Cultural, que acontece das 18 h deste sábado, 17 de maio, até as 18 h do domingo, é um evento realizado pela Prefeitura de São Paulo, que busca, antes de tudo, promover a convivência em espaço público, convidando a população a se apropriar do centro da cidade, por meio da arte, da música, da dança, das manifestações populares.
Ela foi inspirada na “Nuit Blanche” francesa, criada em 2002, quando museus abrindo de madrugada, por exemplo, quebram as expectativas do público, incitando a  uma participação massiva. Esse tipo de evento espalhou-se por outras cidades europeias, como Madri, Bruxelas, Roma, e chegou até a  Lima, no Peru.
Em São Paulo, tem duração de 24 horas e oferece atrações culturais para pessoas de todas as faixas etárias, classes sociais, gostos e tribos, que ocupam, ao mesmo tempo, a mesma região da cidade.
 
Desde sua primeira edição, em 2005, a Virada Cultural atrai milhares de pessoas de todas as partes de São Paulo e do Brasil  e, ao longo dos anos, a festa foi ampliando cada vez mais seu perímetro, até incorporar, recentemente, a região da Luz, além da República e do Anhangabaú.
 

PROGRAMAÇÃO
Além da rede municipal de equipamentos – incluindo os Centros Educacionais Unificados (CEUs) –, a organização da Virada Cultural conta com parceiros estratégicos como o SESC e o Governo do Estado, que aderem com seus equipamentos culturais descentralizados. O Metrô de São Paulo fica aberto durante as 24 horas do evento, garantindo a circulação das pessoas.

Veja a programação completa da prefeitura e monte o seu programa:
http://viradacultural.prefeitura.sp.gov.br/2014/programacao/
 
E MAIS! Shows, espetáculos teatrais, circo, cinema, gastronomia, na rua e nos centros culturais e teatros da cidade…:
http://catracalivre.com.br/sp/editoria/agenda/virada-cultural/


SEGURANÇA
Este ano, a secretaria de Cultura e a PM montaram um esquema de segurança especial para evitar situações perigosas e desagradáveis. 
Veja as dicas de segurança:
http://vejasp.abril.com.br/materia/virada-cultural-dicas-seguranca 


Sobre reforço no policiamento:
http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/virada-cultural-de-sp-tera-reforco-no-policiamento
http://www.efe.com/efe/noticias/brasil/cultura/virada-cultural-tera-seguran-refor-ada-palcos-mais-proximos/3/19/2312223

fechar