.>
Alguns conteúdos desta seção estão disponíveis apenas para quem estiver logado.
Caso tenha acesso, faça seu login aqui
postado sob 2020, arte
+6

“Jamais, em toda a vida, esquecerei a tua presença. Me acolheste destroçada e me devolveste inteira, íntegra”.
Frida Kahlo


Quando nos aprofundamos na obra da artista plástica Frida Kahlo e conhecemos a sua casa, descobrimos a forte relação entre uma e outra: seu universo criativo se encontra na Casa Azul, lugar em que nasceu e morreu. Mesmo tendo vivido em diversos outros lugares, tanto na Cidade do México como no exterior, depois de casar com Diego Rivera, Frida sempre regressava à sua casa, no bairro de Coyoacán.

Localizada em um dos bairros mais bonitos e antigos da Cidade do México, a Casa Azul foi transformada em Museu em 1958, quatro anos despois da morte da pintora. Hoje, a Casa Azul Museo Frida Kahlo é um dos museus mais concorridos da capital mexicana, e alí os objetos pessoais revelam o universo íntimo de Frida e onde se encontram algumas das obras importantes da artista: Viva la Vida (1954), Frida e a cesárea (1931), Retrato do meu pai Wilhem Kahlo (1952), entre outras. 

FRIDA KAHLO (MAGDALENA CARMEN FRIDA KAHLO CALDERÓN) nasceu em 6 de julho de 1907 na Cidade do México, e viveu na Casa Azul, que foi propriedade de seus pais desde 1904. Seu pai Wilhelm (Guillermo) Kahlo, era de ascendência húngaro-alemã e sua mãe, Matilde Calderón, era originária de Oaxaca, México. 

Frida foi a terceira de quatro filhas. Tinha a perna direita mais curta, seqüela da poliomielite que teve aos 6 anos de idade. Realizou seus estudos na Escuela Nacional Preparatoria, onde mostrou-se uma estudante inquieta e tenaz.

Aos 18 anos, em 17 de setembro de 1925, Frida sofreu um trágico acidente: o ônibus no qual viajava foi abalroado por um bonde. As consequências para ela foram graves: fratura de vários ossos e lesão da espinha dorsal, tudo isso agravado já pela sequela da poliomielite, que tivera aos 6 anos de idade e lhe deixou a perna direita mais curta. Devido à imobilidade à qual foi submetida por vários meses, Frida começou a pintar. Então, estabeleceu ligações com vários artistas, entre eles a fotógrafa Tina Modotti e o então já reconhecido artista Diego Rivera, com quem viria a se casar.

Esse período de criação intensa e contatos com artistas, introduziu assuntos importantes em sua pintura, como os temas indígenas e feministas. Sua obra é, hoje, muito valorizada e faz parte das mais prestigiosas coleções internacionais de arte.

Agora, a Casa Azul ganhou uma versão virtual interativa, e pode ser visitada online.
Faça uma  visita virtual, e saiba mais sobre esta importante artista latino-americana do século XX, no site do museu.

Referências:
https://www.museofridakahlo.org.mx/es/
https://siviaggia.it/notizie/frida-kahlo-tour-virtuale-casa-azul/285956/
https://www.yellowtrace.com.au/frida-kahlo-casa-azul-coyoacan-mexico/
https://correiobraziliense.lugarcerto.com.br/app/galeria-de-fotos/2015/03/24/interna_galeriadefotos,274/casa-azul-frida-kahlo.shtml
https://brasilescola.uol.com.br/biografia/frida-kahlo.htm

fechar